Casamento indiano – dowry system

Uma das perguntas que mais me fazem aqui na Índia: você é casada?! Como não?!
Fui tentar entender um pouco mais sobre os casamentos indianos. Há pouco mais de três semanas tento conversar com as pessoas sobre os casamentos, mas o tema relacionamento / amor é um verdadeiro tabu por aqui, eles sempre se esquivam e dificilmente me respondem.

Estávamos saindo do restaurante e fomos convidados a participar do casamento

Estávamos saindo do restaurante e fomos convidados a participar do casamento

Estive presente em um casamento indiano e me intrigou o fato dos noivos não apresentarem nenhuma demonstração de felicidade e muito menos os convidados que durante a cerimônia nem se quer olharam para o “altar”.

Depois de muito perguntar, consegui entender um pouco mais sobre o que gira em torno dos casamentos indianos, o chamado: Dowry system (sistema de dote).

Cerimônia de casamento indiano

Cerimônia de casamento indiano

Ontem, um dos meus colegas de trabalho me perguntou: você está gostando da Índia? Respondi que sim. Ele complementou: por que você não se casa com o fulano? Ele é rico, não bebe, não fuma, vocês tem a mesma idade e ele fica tímido quando te vê, o que comprova que ele é um bom rapaz, daria super certo. Fiz cara de: hã?????

O que parecia uma conversa informal e uma brincadeira é o que acontece de fato por aqui, o sistema de dote (casamento arrajado) é super polêmico na sociedade indiana. A frustação acontece quando a expectativa da família não é atingida.

Família da noiva

Pais da noiva

“A maioria mulheres indianas realmente não possuem qualquer vontade própria, nem têm quaisquer aspirações além de servir e agradar os seus maridos”, disse meu amigo indiano Rohan.

O casamento arranjado se inicia, em média, seis meses antes da data marcada. Os noivos são escolhidos pela família e apresentados pela primeira vez. Antes de oficializarem a união, é feito um mapa astral entre os noivos para ver se pontos de personalidade coincidem, caso positivo o casamento prosesegue, caso negativo o casamento não é oficializado, pois é sinal de que não terão um futuro feliz.

Outro fator importante é o valor do dote, dependendo da casta os pais do noivo exigem carros, apartamentos e dinheiro em espécie. Neste caso, o intuito do casamento é puro bussiness, ou seja, fazer com que a família do noivo fique mais rica.

Carro dos noivos

Carro dos noivos

Expectativas atingidas, os noivos começam a se conhecer, saem para jantar, vão ao cinema, coisas que qualquer casal normal faria, porém já estão com a data marcada do casamento. Eles acreditam que o amor surge a partir da convivência e que é praticamente impossível você se apaixonar por alguém logo na primeira vez.

Muitas vezes a mulher é torturada, desprezada e humilhada, pois o dote que a família dela ofereceu não é o suficiente para tornar a família do marido rica. “Culturalmente acredita-se que as mulheres devam estar preparadas para sofrer em silêncio. Elas sabem que nasceram para sofrer e que é um pecado protestar contra o seu destino”, disse Rohan lamentando.

A legislação indiana é ainda muito fraca para combater a cultura de dote que está enraizada há tanto tempo . Rohan complementa: “O estatuto das mulheres em nossa sociedade deve ser voltado para garantir a independência econômica, de modo que as mulheres deixem de ser meros instrumentos para a manutenção da casa, reprodução ou satisfação sexual dos homens. Se as próprias mulheres se oporem ao dote, a sociedade seria forçada a mudar. Mas, se em vez disso elas apenas aceitarem “sua sorte”, elas continuarão sofrendo”.

Cerimônia de casamento

Cerimônia de casamento

Atualmente, o número de divórcios aumentaram, o que é considerado uma vergonha para a família e para a sociedade. “Eu não estou triste com o aumento do número de divórcios. É melhor que um casamento possa ser dissolvido, do que duas pessoas incompatíveis sofrerem pelo resto da vida”, diz Rohan.

Outro ponto é o sentimento possessivo da mãe do noivo e o desejo de manter a prole próxima. Ao se casar, a noiva é praticamente obrigada a morar junto com a família do noivo, por isso as casas aqui são muito grandes e geralmente moram todos juntos: irmãos, sobrinhos, cunhados, primos e pais.

Por quê é tão difícil quebrar esse laço maternal e deixar os filhos viverem de acordo com suas próprias vontades? Se os pais querem garantir que nenhuma intimidade emocional se desenvolva entre o filho e sua esposa, por quê priorizar o casamento? Seria a falta de credibilidade na sua própria educação que tornam os pais tão inseguros? Por quê há essa obsessão em gerenciar a vida do casal? Onde está o erro em querer morar e construir uma casa apenas com seu marido?

O noivo conduzido por uma promissão montado no cavalo branco, uma analogia da época medieval em que os cavaleiros mostravam bravura para defender a honra da esposa

O noivo é conduzido por uma promissão montado no cavalo branco, uma analogia da época medieval em que os cavaleiros mostravam bravura para defender a honra da esposa

E o noivo como se sente? Listei 3 opções: a) o filho está emocionalmente dividido entre sua esposa e mãe, por isso é incapaz de chegar a uma decisão; b) ele é tão influenciado pelos pais que começa a acreditar que sua esposa é realmente má por querer construir uma vida a dois e não querer morar com os pais dele; c) o filho não concorda com os pais gerenciando sua vida e rompe os laços familiares para construir sua vida com sua esposa.

A noiva usa 16 tipos de acessórios para trazer sorte ao casal

A noiva usa 16 tipos de acessórios no dia do casamento para trazer sorte ao casal

Pergunto então como seria uma mulher ideal para a cultura do dote. A mulher ideal aos 14 anos aprende os deveres de casa e como cuidar do seu marido, paralelamente ela estuda muito. Assim que termina a faculdade ingressa em uma pós graduação e começa a trabalhar. Aos 24 anos está pronta para casar, pois possui estudo e boa educação, o que contribui para conseguir um casamento com alguém de uma casta mais elevada. Ao se casarem muitas delas abdicam do que consquitaram profissionalmente para cuidar apenas da casa e do marido, o que reflete no mercado de trabalho: mais homens do que mulheres.

Sexo só depois do casamento e mesmo assim ninguém conversa a respeito (lembrando que a Índia é o país do cama sutra). O fato de de não poderem ter relação sexual, contribui pela “obssesão” por estrangeiras, eles as veem como sexo fácil como alguém que eles possam se relacionar livremente. Demonstrações de afeto entre casais é incomum, nada de abraços, beijos ou até mesmo andar de mãos dadas em público, porém é super comum ver demosntrações de carinho entre homens, eles geralmente andam abraçados e de mãos dadas pelas ruas.

Claro que isso não é uma verdade absoluta, há casos e casos, pessoas e pessoas, o pensamento aos poucos está mudando, mas  ainda o sistema de dote é muito comum. Conhecer a cultura a fundo faz parte do choque cultural, não precisamos concordar, porém precisamos respeitar.

Super beijo,

Fer Toyomoto.

Anúncios

6 comentários sobre “Casamento indiano – dowry system

  1. Adorei tua postagem. Já havia começado minhas pesquisas sobre. E é incrível como mexe um pouco com a gente esse processo louco chamado casamento. Mas um coisa que tenho visto é que a nova geração, tem quebrado muito essa cultura de arranjamento, de morar junto com a família do noivo, dentre outras coisas. De fato não sei o que determina essa mudança. Mas que eles tão mudando tão

Deixe seu comentário :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s