Tabu na Índia: menstruação

Namastê!

Algumas semanas atrás postei na página do Facebook uma palestra que dei na Universidade de Banasthali Vidyapith para o Fórum de Negócios para jovens Empreendedores, no qual compartilhei com 200 jovens indianas sobre minha mudança para a Índia, com o intuito de inspirá-las a seguirem os seus sonhos, o tema era: Rise – Risk – Rediscover (a primeira palestra que dei aqui na Índia você pode ver aqui).

Foi uma experiência incrível que me fez refletir ainda mais sobre o papel das mulheres aqui na Índia. A universidade possui cerca de 12 mil alunas, um colégio interno com graduação completa voltada apenas para meninas. Conversando com o reitor ele me disse, “aqui todo dia é dia da mulher, lutamos todos os dias pelo direito das mulheres”.

universidade-para-mulheres-india-japa-viajante

A energia do lugar é encantadora, porém as meninas são educadas, sem o convívio com meninos. Eu, por exemplo, tenho vários amigos homens e acredito ser saudável / fundamental essa interação. Li uma matéria na BBC que me fez pensar ainda mais sobre a sociedade indiana: o tabu sobre a  menstruação.

A menstrual é algo biológico e natural, correto?! Porém, na Índia nesse período as mulheres são consideradas impuras, sujas e até mesmo amaldiçoadas, uma pesquisa revelou que 1 a cada 5 meninas deixam a escola por vergonha da menstruação.

Quem pensa que isso atinge apenas as camadas mais pobres, se engana. Esse tabu atinge todas as castas desde as mais baixas até as mais altas. Perguntei para um amigo que pertence a casta mais elevada da Índia, os brâmanes, e questionei sobre o assunto. “Na minha casa, minha mãe no período menstrual não pode cozinhar para a família e nem entrar nos templos, pois ela é considerada impura, é um período de reclusão”, disse ele.

Perguntei para outra amiga indiana sobre o mesmo tema, ela me disse que em algumas famílias a mulher não pode nem ao mesmo se sentar na cadeira, ela deve se sentar no chão em um lugar mais reservado e há uma pessoa que a serve comida, pois nesse período ela não pode fazer as atividades normais.

mulheres-india-menstruacao-japa-viajante

Absorvente e papel higiênico, por exemplo, ficam sempre escondidos nas prateleiras do supermercado. Ao questionar, as pessoas se esquivam e sentem muita vergonha. Segundo uma pesquisa realizada por uma empresa de absorventes, 75% das mulheres compram absorventes envoltos em jornais devido a vergonha sobre a menstruação.

Além de problemas como infecção pela falta de higiene, mais de 3 milhões de meninas deixam a escola todos os anos por vergonha, pois se sentem sujas e impuras.

Atualmente, há diversas organizações que lutam para combater esse tabu, não se trata apenas da questão mulher, se trata de um rito de passagem natural da vida que deve ser encarado com naturalidade e as mulheres não devem se envergonhar por isso.

O motivo? Segundo algumas religiões como hinduísmo, judaísmo e islamismo a mulher no período menstrual é considerada impura, intocável e capaz de transmitir doenças.

A Menstrupedia é um guia fundado por indianos com o intuito de instruir meninas e mulheres para se manterem saudáveis e ativas durante a menstruação. “Menstrupedia é um pequeno, mas definitivo passo para quebrar os mitos e mal-entendidos que cercam a menstruação”, diz o site.

menstrupedia menstruacao india japa viajante

Aos poucos a sociedade está mudando, mas há um longo caminho a percorrer. Que tal começarmos a falar sobre o assunto com mais naturalidade? Vamos prevenir que tantas meninas sofram por algo tão natural, que faz parte do processo biológico.

Beijo,

Fer Toyomoto.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Tabu na Índia: menstruação

  1. Pingback: Os olhos do Rajastão |

Deixe seu comentário :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s