Cañon del Atuel – San Rafael

Um dos lugares mais lindos que visitei na Argentina foi San Rafael, que fica três horas da capital de Mendoza. O lugar é lindíssimo e famoso pelas geoformas como: El Castillo, El Fantasma e la Catedral, um verdadeiro trabalho milenar da natureza ❤

san-rafael-canon-del-atuel-argentina-viagem

Aventureira que sou, não podia deixar de fazer Tirolesa haha. A tirolesa de Valle Grande, em San Rafael, é a segunda maior tirolesa na América do Sul com mais de 750 metros, divididos em seis etapas. Da só uma olhada no vídeo e na vista incrível =)


tirolesa-san-rafael-argentina-japa-viajante

Fui com uma agência de viagem local que nos buscou, em casa, às 7h da manhã e o guia foi explicando tudo no caminho. Minha dica para quem vai fazer esse passeio é levar comida de casa, além da comida ser cara por lá, fazer um piquenique com os amigos é super legal. Eu levei lanche natural, frutas e água e foi super tranquilo para passar o dia.

canon-del-atuel-argentina-japa-viajante

san-rafael-canon-del-atual-argentina-japa-viajante

Mas Fer só posso ir com agência?! Não. Você pode ir de ônibus e também de carro. Fizemos os cálculos para alugar um carro e também calculamos o trajeto de ônibus, mas para nós o custo benefício de ir com a agência era mais barato.

san-rafel-estrada-argentina

san-rafael-argentina-

Onde: Cañon del Atuel – San Rafael (Mendoza) – Argentina

Agência de turismo: Eu fui com a Youth Travel Argentina em Mendoza, mas há várias agências, então é importante comparar o preço antes.

Passeio: $ 560 pesos

Duração: 12h

Tirolesa: $ 190 pesos

san-rafael-argentina-canon-del-atuel-japa-viajante-fernanda-toyomoto

Super beijo,

Fer Toyomoto.

 

 

 

Rishikesh – let’s go on a roadtrip?!

Namastê,

Um dos maiores motivos da minha mudança para a Índia, além do lado profissional, foi o autoconhecimento. O primeiro passo foi tentar sair da zona de conforto e trazer um pouco de lucidez para os meus pensamentos, voltar para caverna, agora, tornou-se praticamente impossível. Já dizia Platão, em Alegoria da Caverna, que só a luz da verdade para nos libertarmos da escuridão. Uma das minhas maiores inspirações e motivações é descobrir e explorar o desconhecido, procurar por novas aventuras que abram minha mente.

rishikesh-india-ride-bike-japa-viajante

Cheguei hoje de uma das viagens mais incríveis que já fiz aqui na Índia: Rishikesh. A cidade fica no norte da Índia, 540 km de Jaipur, conhecida por suas atrações turísticas como trekking, rafting e técnicas ayurvedicas, as quais detalharei em outro post. Neste, quero dedicar a aula de meditação e ao passeio de scooter pelas montanhas, uma das experiências mais marcantes em todas as minhas viagens pelo país.

rafting-rishikesh-india-japa-viajante

Alugamos uma scooter para explorarmos melhor a cidade. Ah! Se eu pudesse lhes dar um conselho de Japa Viajante? Alugue uma moto e pé na estrada, a sensação de liberdade é imensurável. Olhar aquela paisagem do topo da montanha, fez meu coração bater mais forte e meus olhos enxerem de lágrimas, incrível. Um único pensamento reinou: sim, estou na Índia há sete meses, quem diria né?! haha

ride-bike-rishikesh-japa-viajante-india

Morar na Índia não é fácil, mas a cada viagem, a cada conversa e todas as experiências que já tive por aqui, valem cada segundo. No último dia da viagem fizemos uma aula de meditação sob a técnica Osho.

A meditação Osho é uma forma de autoconhecimento e uma forma potencializar nossas principais qualidades, a técnica nos permite expressar conscientemente nossas emoções e sentimentos reprimidos, é uma forma de observar nossos padrões habituais sob uma nova perspectiva.

osho-meditation-india-japa-viajante-

Sala de meditação – Rishikesh

Começamos a aula com a técnica Osho Dynamic Meditation que consiste em 5 etapas: 1 – respiração rápida, 2- riso, 3 – pular com os braços erguidos, 4 – respiração em silêncio e 5 – celebração. A segunda parte da aula consistiu em mais uma hora de meditação, totalizando 2h.                                                                                                     

Foi uma experiência maravilhosa, durante a meditação pensamentos randômicos apareceram em minha mente. No final da aula conversei com meu mentor sobre esses pensamentos, ele me disse que durante a meditação esses pensamentos são os pensamentos mais puros guardados no fundo da nossa alma, nossa verdadeira essência. Após a meditação a sensação de serenidade foi indescritível, amei a técnica.

Voltei para Jaipur com a mente serena e coração alegre, no próximo post trarei detalhes sobre o camping, hotel, rafting, trekking e sobre a maravilhosa massagem ayurvedica.

Super beijo,

Fer Toyomoto.

Rajasthani culture, India

Namastê!

Jaipur é a capital do estado do Rajastão e possui uma cultura muito rica que compõe um cenário completamente singular. Chokhi Dhani é uma vila vertical, onde reúne um pouco de tudo: passeio de elefante e camelo, comida típica do Rajastão, artesanato e claro muita dança. Fui conferir de perto o lugar e foi onde usei pela primeira vez o sari, a tradicional roupa indiana. Ai que emoção fiquei me achando a indiana haha olha só ❤

sari-japa-viajante-fernanda-toyomoto-india

chokhi-dhani-village-india-jaipur-japa-viajante

rajastao-chokhi-dhani-india-jaipur-japa-viajante

henna-tatoo-chokhi-dhani-india-jaipur-japa-viajante

rajasthani-food-india-jaipur-japa-viajante

chokhi-dhani-india-jaipur-japa-viajante

Demais né?!

Super beijo,

Fer Toyomoto.