Por que eu amo viajar?

Oii gente!

Tenho pensado muito sobre essa pergunta e por que do meu amor pelas viagens e pelo mundo. Acredito que as viagens me fazem esvaziar de preconceitos, de modo que consigo ver, ouvir e questionar o que me cerca, onde assumo uma postura mais curiosa e humilde para sentir e descobrir o entorno.

É como se eu fosse uma criança que deseja descobrir o por que do céu é azul, coberta de empatia e solidariedade. É inevitável, fico maravilhada com tudo a minha volta.

Chegar ao destino não é a melhor parte, a melhor parte é a jornada e do que seria esse trajeto sem essa montanha russa de emoções?! Amo esse frio na barriga, sem saber o que me espera, mas com a convicção de que tudo dará certo.

porque-amo-viajar-japa-viajante-fernanda-toyomoto

Essa emoção de desbravar o desconhecido, sentir a brisa no rosto, encontrar o silêncio da alma e a busca pelo autoconhecimento, ultrapassando meus próprios limites, me fascina.

Para mim viajar é mais do que visitar um monumento, é descobrir aos poucos os mistérios da vida. A cada viagem percebo o quanto sou pequena perante ao mundo, a cada viagem aprendo a apreciar a vida como ela é, repleta de singularidades.

Viajar, para mim, é ser livre para ser quem eu sou, aberta para novas amizades e coração aberto para o novo. Nas viagens, vivo cada momento intensamente, pois sei que as coisas podem mudar…

Um super beijo!

Fer Toyomoto.

Empanadas argentinas – como fazer?

Uma das comidas mais tradicionais da Argentina são as empanadas caseiras, além de fáceis de fazer são uma delícia! Quando morei em Mendoza, nosso programa de sábado a noite preferido era comer empanadas e tomar um vinho ao som de uma boa música.

As empanadas são similares ao pastel de forno brasileiro e pode ser assado ou frito.  Essa delícia surgiu quando os trabalhadores do campo / viajantes preparavam a merenda para uma longa jornada, originando nas  empanadas, que podem ser recheadas de carne, aves, queijos e até chocolate.

Olha só no vídeo, super fácil de fazer. Um super obrigada para Mili e Leticia, que fizeram as empanadas, meninas vocês são verdadeiras master chefs ❤

Empanadas caseiras

Ingredientes:

  • 250g de carne moída (temperada e cozida)
  • Massa para empanadas (é possível encontrar em qualquer supermercado)
  • 1 gema para pincelar

Como fazer?

  1. Pegue uma fatia de massa, adicione cerca de uma colher de sopa de recheio e feche a empanada como se estivesse torcendo as pontas.
  2. Pincele com uma gema e as leve para assar em forno pré aquecido á 180ºC por 35 minutos ou até dourar.

Observações: 

Se preferir, você pode fazer a massa caseira e trocar a carne por frango, queijo ou o recheio que preferir. Para fazer a massa você vai precisar de: 250g de farinha de trigo, 50g margarina, 2/3 água e sal, junte todos os ingredientes até que forme uma massa homogênea.

empanadas-argentinas-caseira-como-fazer

Me contem como ficou a de vocês! Espero que gostem!

Super beijo,

Fer Toyomoto.

Amritsar – Golden Temple

Namastê!

Os próximos posts serão uma mescla de Índia, Argentina e Brasil. Depois do Hangout em parceria com a AIESEC Brasil, muitas pessoas me perguntaram sobre ser mulher na Índia e como é viajar sozinha. Uma das viagens que fiz sozinha durante minha estadia na Índia foi para Amritsar, estado de Punjab. A cidade é famosa pelo Golden Temple, um templo da religião Sikh.

Golden-Temple-Amritsar-Punjab-India-japa-viajante

O Skihismo é a quinta maior religião do mundo, possui um único Deus e segue os ensinamentos de dez gurus sagrados.

Identificar uma pessoa Sikh é muito fácil, pois os devotos da religião nunca cortam os cabelos e nenhum pelo do corpo, por isso os homens usam sempre turbantes para preservar os cabelos das impurezas do mundo e usam,também, o kara, um bracelete de metal, que representa a eternidade.

Outro utensílio que, geralmente, carregavam é uma faca – não necessariamente afiada – para proteção.

Golden-Temple-Amritsar-Punjab-India-japa-viajante-travel

Os devotos sentam no chão para polir o templo

Os devotos ficam sentados no chão para polir o templo

O Golden Templo é um templo que simboliza a paz e a igualdade, por isso qualquer pessoa de qualquer posição social e religião pode ir ao templo rezar. O templo é coberto por 750 kg de ouro puro, luxo total.

complex-Golden-Temple-Amritsar-Punjab-India-japa-viajante

Golden-Temple-Amritsar-Punjab-japa-viajante-india

Para entrar no complexo é necessário tirar os sapatos, lavar os pés na entrada do templo e cobrir a cabeça. A dica é levar um lenço com você, caso você esqueça, na entrada há lenços disponíveis de graça, os quais você devolve na saída.

Fila das mulheres - entrada para o Golden Temple

Fila das mulheres – entrada para o Golden Temple

O templo transmite uma paz inacreditável, enquanto eu meditava por lá, cheguei a dormir por algumas horas no próprio chão, acordei com o pessoal da limpeza, falando: “Levanta, levanta, queremos limpar” haha.

Golden-Temple-Amritsar-Punjab-India-japa-viajante-travel-women

Amritsar fica localizada a 643 km (16h de ônibus) de Jaipur, local onde eu morava. A viagem foi bem tranquila. Fui de ônibus a noite e cheguei lá de manhãzinha.

Minha dica para quem é mulher e vai viajar a noite, como eu, é usar roupas locais, eu por exemplo estava usando uma roupa indiana e cobri o tempo todo a cabeça com o lenço, assim não chamava tanto atenção.

Para ir até lá é super fácil, os ônibus saem da rodoviária e te deixam no centro da cidade, bem pertinho do templo.

Só no disfarce no ônibus haha

Eu só no disfarce no ônibus haha

Olha só o vídeo ❤

Onde: Amritsar, Punjab.

Quanto: Grátis.

Hospedagem e alimentação: como o templo prega a igualdade entre os seres humanos, é possível ficar hospedado dentro do próprio templo, onde também são servidas refeições diárias, tudo de graça.

Super beijo,

Fer Toyomoto.

 

 

Ski Penitentes – Argentina

Com o dólar altíssimo uma opção super legal de viagem é a América Latina. Durante minha estadia em Mendoza fiz um bate e volta para Penitentes, que fica 180 km de Mendoza (3h de ônibus).

estrada-penitentes-argentina-japa-viajante

Foto: Lumara Dalva

Com certeza, foi uma das viagens mais divertidas que fiz pela Argentina e se existe um lugar que me traz paz, esse lugar é a neve e o mar. A 2.580 metros sobre o nível do mar, Penitentes tem uma paisagem LINDA da Cordilheira dos Andes.

O centro de esqui de Penitentes possui 25 pistas e é uma ótima opção para quem quer aprender esquiar ou praticar snowboard. Lembre-se sempre de escolher a pista de acordo com o seu nível (iniciante a avançado / profissional).

Olha só o vídeo que demais ❤

Alugamos todo o equipamento de neve e fomos com o ônibus da própria agência de ski. Pesquisamos bastante e o melhor custo benefício que encontramos foi com a agência American Ski.

ski-penitentes-argentina

Foto: Lumara Dalva

Foto: Lumara Dalva

Foto: Lumara Dalva

penitentes-argentina-japa-viajante

penitentes-argentina-japa-viajante-mendoza

Onde:
American Ski
Rua: Las Heras 529 – Mendoza Argentina
Telefone: 0261 4 299114

Quanto:
Transporte + roupa para neve (macacão, botas, luvas) – 300 pesos (R$ 105,00)

Aluguel de equipamentos:
Os equipamentos variam de preço, ao chegar em Penitentes há quarto lugares para alugar equipamentos de neve, por isso vale a pena pesquisar. Alugamos o “ski bunda” por 60 pesos (R$ 21,00).

Horário:
Saímos da agência de ski às 7h da manhã e retornamos às 20h da noite.

Dicas:

  • Leve sua carteira de identidade ou passaporte.
  • Comer por lá é bastante caro, por isso minha dica é levar uma mochila com lanches, frutas e água, mas, também, há opções de restaurantes por lá.
  • Quem pretende ficar mais dias há diversas opções de hotéis.
  • Melhor época para skiar: junho a setembro.

japa-viajante-argentina-mendoza-penitentes

E vocês gostam de skiar? Conhecem outros lugares com preços acessíveis na América Latina?

Super beijo,

Fer Toyomoto.

Subida de moto: Himalaias Índia

Alugar uma moto e ir ao Himalaias foi a materialização perfeita da palavra AVENTURA. A paisagem é inacreditável, parece uma pintura feita a mão. Da só uma olhada no vídeo ❤

A Índia é um lugar mágico e o Himalaias é um desses lugares. Fomos até Manali, no norte da Índia, e lá alugamos uma moto por 1300 rúpias (R$ 65,00 reais) a diária. No centro da cidade é possível encontrar diversas lojas que alugam motos, não entendo muito sobre cilindradas, mas se você for alugar uma moto fale que precisa de uma moto com potência suficiente para subir a montanha.

himalayas-india-manali-moto-japa-viajante

himalayas-moto-japaviajante-manali-india

motorcycle-adventure-himalayas-india-japa-viajante

Até metade do caminho o frio era suportável, porém conforme fomos subindo a sensação térmica era cada vez mais congelante, por isso paramos em uma barraca no meio do caminho e alugamos roupas especiais para a neve por 600 rúpias (R$ 30,00).

himalayas-india-manali-japa-viajante

fernanda-toyomoto-himalayas-adventure-india

Para quem pretende ir de Manali até o Himalaias de moto minha dica é ir durante o dia, de preferência no período da manhã, nós fomos no fim da tarde e tinha muita neblina, o que tornou a subida / descida um pouco perigosa.

Outra dica que considero fundamental: mantenha a velocidade baixa, pois o gelo estava derretendo (fomos no verão) e por isso a pista estava bastante escorregadia. Ah! e não esqueçam de levar a carteira de motorista 🙂

himalayas-moto-japa-viajante-india-manali

manali-neve-india-hymalaias-fernanda-toyomoto-japa-viajante

motorcycle-adventure-manali-himalayas-india-japa-viajante

Com certeza, uma das viagens mais incríveis que já fiz na minha vida ❤

Super beijo,

Fer Toyomoto.